ig', 'UA-148011487-1');
CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

  • 20 Horas de duração
  • 33 Aulas
  • 6 Módulos
  • 6 Avaliações
  • 1 ano de suporte
  • Certificado de conclusão
Parcele em 10x R$ 11,70 (ou R$ 99,90 à vista)
Comprar Agora Dê um passo adiante em sua carreira!
Técnica em Segurança do Trabalho
Valdirene Aparecida Furtado

                                          Introdução 

Comissão interna de prevenção de acidentes (CIPA), regulamentada pela Norma Regulamentadora NR 05, consiste em um grupo de pessoas treinadas para atuar na segurança do trabalho dentro de uma empresa.


Os membros da CIPA são compostos por trabalhadores da empresa sendo uma das partes eleitos pelos empregados em eleição em escrutínio secreto e a outra indicados pelo empregador.


                     Enquadramento da CIPA

O enquadramento deve ser realizado conforme o quadro I da NR 05, levando em consideração o CNAE de maior risco caso haja mais de um, logo após o CNAE deve ser enquadrado no quadro III para que depois com as informações do grupo de risco que a empresa se enquadra, mais a quantidade de funcionários da empresa novamente realiza o enquadramento mais desta vez no quadro I obtendo a quantidade de cipeiros.


                                  Processo Eleitoral 


O processo eleitoral deve ser seguido conforme o item 5.40

a) publicação e divulgação de edital, em locais de fácil acesso e visualização, no prazo mínimo de 45 (quarenta e cinco) dias antes do término do mandato em curso;

b) inscrição e eleição individual, sendo que o período mínimo para inscrição será de quinze dias;

c) liberdade de inscrição para todos os empregados do estabelecimento, independentemente de setores ou locais de trabalho, com fornecimento de comprovante;

d) garantia de emprego para todos os inscritos até a eleição;

e) realização da eleição no prazo mínimo de 30 (trinta) dias antes do término do mandato da CIPA, quando houver;

f) realização de eleição em dia normal de trabalho, respeitando os horários de turnos e em horário que possibilite a participação da maioria dos empregados.

g) voto secreto;

h) apuração dos votos, em horário normal de trabalho, com acompanhamento de representante do empregador e dos empregados, em número a ser definido pela comissão eleitoral;


i) faculdade de eleição por meios eletrônicos;

j) guarda, pelo empregador, de todos os documentos relativos à eleição, por um período mínimo de cinco anos.






                                      Treinamento

O treinamento  deve ser realizado antes da posse dos cipeiros conforme o seguindo o conteúdo programático : 

a) estudo do ambiente, das condições de trabalho, bem como dos riscos originados do processo produtivo; 

b) metodologia de investigação e análise de acidentes e doenças do trabalho;

c) noções sobre acidentes e doenças do trabalho decorrentes de exposição aos riscos existentes na empresa;

d) noções sobre a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida – AIDS, e medidas de prevenção;

e) noções sobre as legislações trabalhista e previdenciária relativas à segurança e saúde no trabalho;

f) princípios gerais de higiene do trabalho e de medidas de controle dos riscos;

g) organização da CIPA e outros assuntos necessários ao exercício das atribuições da Comissão. Plano de Ação, reuniões, Mapa de Riscos

h) Noções de Combate a Incêndio

i) Noções de Primeiros Socorros



Informações Adicionais 

 

A CIPA deve ser renovada anualmente devendo realizar todos os processos eleitorais conforme citado no item 5.40, podendo os cipeiros se candidatar novamente classificando uma reeleição caso sejam novamente os mais votados.

Os cipeiros eleitos pelos empregados através de votação por escrutínio secreto é vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa do empregado eleito para cargo de direção de Comissões Internas de Prevenção de Acidentes desde o registro de sua candidatura até um ano após o final de seu mandato. 



Dentre as atribuições dos Cipeiros estão:

a) identificar os riscos do processo de trabalho, e elaborar o mapa de riscos, com a participação do maior número de trabalhadores, com assessoria do SESMT, onde houver;

b) elaborar plano de trabalho que possibilite a ação preventiva na solução de problemas de segurança e saúde no trabalho;

c) participar da implementação e do controle da qualidade das medidas de prevenção necessárias, bem como da avaliação das prioridades de ação nos locais de trabalho;

d) realizar, periodicamente, verificações nos ambientes e condições de trabalho visando a identificação de situações que venham a trazer riscos para a segurança e saúde dos trabalhadores;

e) realizar, a cada reunião, avaliação do cumprimento das metas fixadas em seu plano de trabalho e discutir as situações de risco que foram identificadas;

f) divulgar aos trabalhadores informações relativas à segurança e saúde no trabalho;

g) participar, com o SESMT, onde houver, das discussões promovidas pelo empregador, para avaliar os impactos de alterações no ambiente e processo de trabalho relacionados à segurança e saúde dos trabalhadores;

h) requerer ao SESMT, quando houver, ou ao empregador, a paralisação de máquina ou setor onde considere haver risco grave e iminente à segurança e saúde dos trabalhadores;

i) colaborar no desenvolvimento e implementação do PCMSO e PPRA e de outros programas relacionados à segurança e saúde no trabalho;

j) divulgar e promover o cumprimento das Normas Regulamentadoras, bem como cláusulas de acordos e convenções coletivas de trabalho, relativas à segurança e saúde no trabalho; 3

l) participar, em conjunto com o SESMT, onde houver, ou com o empregador, da análise das causas das doenças e acidentes de trabalho e propor medidas de solução dos problemas identificados; m) requisitar ao empregador e analisar as informações sobre questões que tenham interferido na segurança e saúde dos trabalhadores;

n) requisitar à empresa as cópias das CAT emitidas;

o) promover, anualmente, em conjunto com o SESMT, onde houver, a Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho – SIPAT;

p) participar, anualmente, em conjunto com a empresa, de Campanhas de Prevenção da AIDS.






                                                                                                                                                                                                                                                                     Valdirene Furtado 


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

                                                                                Precisa de Ajuda

                               Contatos

                                                                                (66) 3532-2441

                                                                               (66) 99642-8814

                                                   Atendimento: 08:00 às 11:15 e 13::00 às 17:15

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


1 ano Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até 1 ano após a matrícula.

Colaboradores eleitos ou indicados da CIPA e empresas que buscam se manter dentro das conformidades da lei.

Este treinamento também pode ser utilizado como parte teórica e completado por outros profissionais a parte prática do mesmo.

Luiz Carlos Blaschek Júnior
"Técnico em Segurança do Trabalho Bombeiro Civil Socorrista Resgatista "


Técnico em Segurança do Trabalho

Bombeiro Profissional Civil

Socorrista Resgatista

Instrutor de Trabalho em Altura

Instrutor de Espaço Confinado


Valdirene Aparecida Furtado
"Técnica em Segurança do Trabalho"


Técnica em Segurança do Trabalho

Técnica em Edificações 


Após a conclusão do treinamento, tendo atingido média 8, o certificado será gerado automaticamente e pode ser impresso pelo aluno e enviado para o e-mail cadastrado pelo mesmo.

Conteúdo Programático

  • 1. Acidente do trabalho e Doenças Relacionadas ao trabalho
  • 2. Comunicação de Acidente, Ato Inseguro
  • 3. Etapas de Investigação de Acidente, Inspeção de Segurança, Etapas da Inspeção 1
  • 4. Campanha de Segurança e Riscos Ambientais
  • 5. Prioridade no Controle de Risco e Mapa de Risco
  • Questionário II
  • 1. Legislação Trabalhista
  • 2. Fundamentos da Legislação Previdenciária
  • Questionário III
  • 1. Desmaio - Teoria
  • 2. Posição de Recuperação
  • 3. Convulsão e Epilepsia
  • 4. Convulsão e Epilepsia Pratica
  • 5. Controle de Hemorragia - Teoria
  • 6. Controle de Hemorragia - Prática
  • 7. Manobra de Heimlich - Teoria
  • 8. Manobra de Heimlich - Prática Adulto
  • 9. Manobra de Heimlich - Prática Bebê
  • 10. Reconhecimento da Parada cardiorrespiratória
  • 11. Introdução RCP
  • 12. Prática RCP - Adulto
  • 13. Prática RCP - Criança
  • 14. Prática RCP - Bebê
  • Questionário IV
  • 1. Teoria do Fogo - Parte 1
  • 2. Teoria do Fogo - Parte 2
  • 3. Alarme de Incêndio
  • 4. Controle de Fumaça
  • 5. Sprinklers ou Chuveiros Automáticos
  • 6. Extintor de Incêndio
  • 7. Hidrantes
  • Questionário V
Nesta aula teremos como conteúdo, as doenças sexualmente transmissíveis
  • 1. Doença sexualmente transmissível
  • Questionário VI

Dúvidas Frequentes

Sim, de acordo com a Portaria SEPRT nº915, de 30 de julho de 2019, atualizando a NR 1, autoriza realizar os treinamentos na modalidade a distância e semipresencial de acordo com cada Norma Regulamentadora.
Não, fique atento ao fazer treinamentos online, existem vários itens que devem ser cumpridos para que possa atender a legislação.
Os treinamentos semipresenciais contemplam toda a obrigatoriedade TEÓRICA, para completar o treinamento deve ser realizado as práticas, conforme previsto nos termos do contrato.
Sim, qualquer treinamento desenvolvido pela Proseg cumpre com todos os requisitos exigidos.
Todos os cursos pagos possuem certificado de conclusão. Ao completar todas as aulas um certificado é gerado no seu nome. O Certificado é válido em todo o Brasil com base na lei do Curso Livre. Os cursos gratuitos, possuem certificado de conclusão e podem ser cobrados a parte conforme orientação na descrição do curso.
Voltar ao topo